Make your own free website on Tripod.com
The Martini Diaries

Terça-feira, Agosto 20, 2002


Café.

Outra tara minha. Adoro e não vivo sem. Tomo em torno de uns 10 copos de café por dia. Quando estou nervoso, mais.

Black Russian:

- 1 dose de Tia Maria (licor de café)
- 3 doses de vodca boa.

Sirva num copo com gelo em cubos.

NOTA 1: não consertei o trequinho dos comentários; e acho que nem vou.
NOTA 2: você sabe que acabou quando em vez do tradicional "beijo" vem um "abraço" no final do e-mail.
NOTA 3: por que o Word acha que sabe melhor do que eu quais palavras eu pretendo iluminar com o mouse? Onde foi parar o livre arbítrio?!

Tchau.


Faça aqui seu brinde.


Segunda-feira, Agosto 19, 2002


O universo conspira.

Genial! Parece o título de um seriado dos Superamigos; aparece a Sala da Justiça e a voz em off diz: "Episódio de hoje: o universo conspira."

Pirações à parte, por favor.

Fui num barzito sábado a tarde. Mercearia São Pedro, na Vila Madalena. E lá estava o raio do moleque que vende a marionete de pica-pau (ou pato, sei lá)! Esse moleque me persegue. Toda vez que eu vou almoçar no Filial, lá está ele, bicando a comida dos outros com a marionete. Sábado, eu mudei de bar e ele estava lá, bicando o provolone à milanesa. Foi então que soltei o já clássico: "Moleque, quando você está comendo, por acaso, eu vou meter o bico no seu prato? Então, xispa!" Ele não entendeu muito, mas foi embora assim mesmo.

Faz muito tempo que não tomo um bom martini. Fui num outro bar, um estilo australiano que eu não lembro o nome (memória seletiva), pedi um Dry Martini e o cara me trouxe num copo de Margarita. Porra, custa comprar os copos certos? Não acredito que o lucro de um estabelecimento caia tanto com uns copos a mais. Enfim, não volto mais. Eu exigo duas coisas de um bar: serviço decente e copos corretos. Ah, fora que o copo de chopp era de plástico. Boa imitação, mas plástico ainda assim. Argh.

Pinga: tomei uma tal de Tabaroa numa degustação de cachaça. Excelente. Melhor pinga que já tomei. Não é tão fácil de achar por aí. Só encontrei na Cachaçaria Água-Doce, em Santo André. Tomei 5 doses. No filial, continuo com a Germana e por vezes a Paladar. Boazinha, agora, só em casa.

Cerveja: tomei a Bavaria preta. Boa. Eu ia dizer "excelente", mas não sei o quanto fui influenciado pela estratégia de marketing, então: boa.

Vinho: Cavas de Weinert 1997. Produzido por um gaúcho sonegador na Argentina (veja bem, ele sonegou aqui e depois mudou para lá, onde produz o vinho). Muito bom. 95 pontos na Wine Spectator e custa 30 paus.

Chega. Estou deprimido. Tomei um pé ontem.


Faça aqui seu brinde.


Volta...